[Duo Literário] Antes do 174

Olá, queridos leitores!

Aqui estamos nós para mais um Duo Literário. Hoje Rafa e eu (Nay) resolvemos trazer uma história/tragédia que é bastante conhecida na mídia, e hoje está completando 20 anos do ocorrido.


Vocês se lembram do sequestro do ônibus 174?

Para quem não se lembra, esse foi um sequestro ocorrido em 2000, no Rio de Janeiro, na famosa ponte Rio-Niterói, e infelizmente teve um desfecho trágico que vitimou uma refém, além do próprio sequestrador. O caso ficou muito conhecido também pela abordagem dos policiais, que foi considerada desastrosa e que também mudou como a PM trabalha em casos como esse hoje em dia. 

Vamos a resenha?


Autora: Janda Montenegro
Páginas: 80
Editora: Ibis Libris
Disponível para o Kindle Unlimited‎

Sinopse: "É início de tarde quando começa o que se preparou para fazer."


Assim Janda Montenegro inicia o relato do que poderia ter pensado o assaltante do ônibus 174, que percorria a Rua Jardim Botânico. Sandro Barbosa, que escapara ileso da chacina, ainda tinha um acerto de contas com a sociedade. O que ele pensava? O que o teria motivado? São essas perguntas que a autora tenta responder ao construir esse texto vertiginoso, antes de desembocar naquela fatídica tarde. Com uma narrativa livre e puramente ficcional, Janda quer chamar a atenção para os dez anos daquela segunda-feira, 12 de junho de 2000.

A HISTÓRIA

Em Antes do 174, Janda Montenegro entra a fundo na cabeça do sequestrador do ônibus 174, Sandro Barbosa. A autora traz ao leitor uma visão de Sandro, suas ideias, tudo que passou como sobrevivente da chacina da Candelária (Outra história bastante conhecida), e o que isso mudou em sua cabeça, seu jeito de agir e pensar, e quais foram seus passos e pensamentos até o momento do fatídico sequestro.

Na época em que aconteceu o sequestro, eu (Nay) tinha apenas 4 anos de idade e Rafa, 11, mas conhecemos muito do que aconteceu pelo que a mídia mostrou, e também através de documentários e vídeos no YouTube. Ler essa ficção nos trouxe muitas reflexões, e uma delas é o que muito se discute por ai: "Uma pessoa comete crimes por ser vítima da sociedade ou porque quer?".

NOSSAS IMPRESSÕES

Esse é o nosso primeiro contato com a escrita da autora, e gostamos bastante. Janda traz uma escrita simples, fácil de entender e bem fluida, o que ajuda bastante na leitura como um todo.

Achamos a capa bem legal, pois condiz muito com toda a história.

Super recomendamos a leitura! Lembrando que é ficção. Gostamos muito da visão que a autora trouxe. É uma leitura rápida e muito curiosa. Entrar a fundo na cabeça de Sandro nos fez refletir muito sobre a sociedade, e até mesmo sobre o psicológico de pessoas que passaram por grandes traumas ou coisas do tipo. Rendeu uma boa discussão (As vantagens de fazer uma leitura junto com outra pessoa hahaha).

NOTA

Comentários