[Resenha] Passagem da Chuva


Autor: Fernando Henrique Franco de Aquino
Páginas: 56
Publicação Independente

Sinopse: Intimista e reflexivo acerca dos sentimentos do homem no mundo contemporâneo, o livro Passagem da Chuva representa uma coletânea de poesias do escritor Fernando Aquino.

A passagem do tempo, os dilemas existenciais mais profundos, a observação atenta sobre o cotidiano, são temas possíveis de serem encontrados no Livro, levando o leitor a questionar-se sobre diversos aspectos de sua individualidade e da sociedade como um todo. As respostas, porém, estarão na experiência de cada um. Assim é a poesia; assim é a vida.


Que louco é a literatura, não acham? Capaz de nos fazer explorar novos gêneros e desconstruir opiniões, paradigmas, pré-conceitos e por que não preconceitos? Eu nunca gostei de ler poesias. Era algo que "aprendi" a não gostar na época da escola, pois alguns professores nos "faziam engolir" poesias e poemas que naquela época eu não conseguia ou não tinha mentalidade suficiente para entender direito, e por isso, eu sempre julgava que nunca iria gostar de poesias e por tanto não lia, até que ano passado, li um livro de poesias bem diferente, complexo e que mesmo assim me fez refletir.

Quando o autor Fernando Henrique me apresentou Passagem da Chuva, uma coletânea de poesias, eu aceitei na hora ler, afinal, por que não se aventurar mais uma vez pelo gênero? E tive a grata surpresa de me identificar dentro de várias de suas poesias, refletir, comparar à situações... da mesma forma que um livro de histórias faria.

Eu me peguei apaixonada por algo que eu não sou acostumada a ler e que me despertou muito a vontade de ler mais poesias.


As poesias de Fernando. são bem reflexivas e que despertou sentimentos em mim. Uma das que eu mais gostei foi Formas Decaídas, talvez seja a que mais me identifiquei, por falar do corpo e da mente. E gostei também de Eterno Retorno, pois identifiquei muito com um momento que estou vivendo, de conhecer o novo ou viver algo novo.
Ta aí, mais um livro de poesias que recomendo, para quem ama poesias e também para quem não gosta, mas quer se aventurar pelo gênero. Eu garanto a vocês, vale muito a pena!

Comentários

  1. Explorar um gênero literário com o qual não temos afinidade sempre é bom. Também não sou fã de poesia, mas sempre procuro ler uma ou outra.

    ResponderExcluir
  2. Eu confesso que também não curto poesias, talvez pelo mesmo motivo que você. Era "obrigada" a ler tanta coisa que tinha uma linguagem rebuscada e tão sofrida, que meio que criei um trauma do gênero. Mas é bom vermos que podemos vencer nossos próprios muros e nos surpreender com livros incríveis de gêneros que achávamos que nunca íamos ler.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  3. eu ja sou o contrario, sempre gostei de poesia mas com o tempo fui achando que nao entendia as poesias, estou num processo de melhorar minha relação com a leitura de poesias.

    ResponderExcluir
  4. Oi, sou apaixonada por poesias, não à toa que meu blog se chama Poesia na alma, apesar disso, não conhecia o autor. O aforismo que você traz na resenha, me remete a algo juvenil e reflexivo, como você expõe na resenha. Gostei de saber mais sobre o autor e espero ter oportunidade de ler.

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de livros reflexivos. Como este por exemplo, que traz reflexões sejam individualistas ao meio social. E tudo acerca dos sentimentos do homem no mundo contemporâneo. Acho super importante narrar dilemas existenciais mais profundos. Além da observação mais perspicaz sobre o cotidiano na sociedade. Porque são pensamentos e questões que reflito muito sobre também. Então, achei ótimo conhecer esse livro que representa uma coletânea de poesias do escritor.

    ResponderExcluir
  6. Eu "manjo" muito pouco de poesia. Nem sempre me dou muito bem com o gênero. Mas, tanto o tema, como o título e o estilo dessa obra, eu achei a CARA DO MEU MARIDO!!! Ele escreve assim, intimamente, e tem muito o jeito dele. Vou repassar essa indicação...
    E que ótimo que você gostou tanto. É tão bom encontrar algo que vem de encontro com a gente.
    Beijocas

    Carol, do Coisas de Mineira

    ResponderExcluir
  7. Não é um gênero que curto mas como você falou no texto, vou dar uma chance para sair da minha zona de conforto

    ResponderExcluir
  8. Ei, tinha muito tempo que não lia poesia também, mas de um tempo para cá (um ano mais ou menos), tenho lido bastante. É bom ler versos que te fazem refletir sobre a vida e que na simplicidade trazem tanta verdade, não é? Vou buscar esse livro depois, para conhecer um pouco do autor. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem? Gosto muito de poesia mas as vezes fico um tempo sem ler. Até meio por fora dos lançamentos. Mas é sempre bom ver alguém que teve uma boa experiência. O mais legal dos livros é justamento isso, podemos ler os mesmos livros mas cada um terá sua própria experiência. É incrível! Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Oii,
    Mesmo não sendo uma fã do gênero, ou pelo menos uma daquelas leitoras que vez ou outra fala sobre libros do gênero. Eu acabei simpatizando pela obra, pois, a sua resenha me deixou encantada com tamanha consideração pela escrita do autor.
    Espero futuramente ler esse livro de poesia, e gostar tanto quanto você.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  11. Oieee! Então, que resenha! O principal pra mim foi que me encontro nessa mesma situação que vc estava. Pouco familiarizada com o gênero e com vários preconceitos. Me fez animar a tentar me aventurar pelas poesias...

    ResponderExcluir
  12. Aah, so contrário de você, eu amava as poesias já na época de escola. Sempre me senti conectada aos versos e todo seu encanto...

    Gosto dos temas abordados pelo autor e fiquei curiosa pra conferir a obra dele...

    Küss 😘

    ResponderExcluir

Postar um comentário