segunda-feira, 10 de junho de 2019

[Resenha] A História do Cinema Para Quem Tem Pressa


Título: A História do Cinema Para Quem Tem Pressa 

Subtítulo: Dos Irmãos Lumière ao século 21 em 200 Páginas! 

Autor: Celso Sabadin 

Editora: Valentina 

Ano Lançamento: 2018  

A palavra pressa é o particípio passado, em latim, do verbo premere (apertar). Assim, pode-se dizer que A História do Cinema para Quem Tem Pressa se propõe a contar uma das maiores sagas do século 20 (e deste início do 21) para quem precisa apertar o passo ou está apertado de tempo. E quem não está? Em 200 páginas, contextualizado com cada momento histórico, e escrito em linguagem clara e acessível, Sabadin traça um panorama do cinema - linguagem que há mais de um século revoluciona nossa maneira de ver a vida -, desde a época em que seus inventores nem sabiam direito o que fazer com ele, até os dias de hoje, quando movimenta bilhões de dólares pelos cinco continentes.

A obra passeia com desenvoltura pelos principais "ismos" cinematográficos do mundo - Impressionismo, Expressionismo, Surrealismo, Realismo, Neorrealismo etc. -, ao mesmo tempo que conta como nasceu Hollywood, o que aconteceu quando os filmes começaram a falar, por que os alemães inventaram o filme de terror, por que os detetives do cinema usam capa e chapéu, como as duas Guerras Mundiais mudaram os filmes, por que o cinema francês é tão papo-cabeça, como a chegada da televisão mudou tudo, o que afinal é um blockbuster, onde entra o Brasil nessa história toda, e muitos outros temas e curiosidades sobre a chamada Sétima Arte.Só não explica que loucura é essa que nos faz tão apaixonados pela telona e pelo escurinho. Para isso, seria necessário outro livro. Aí sim, sem pressa. 


Impressões: 

Saudações literárias, queridos leitores da Curva Literária. Tudo bem com vocês? Hora de começar mais uma semana com uma dica incrível de livro, hoje vamos falar um pouco da obra “A História do Cinema Para Quem Tem Pressa”. Bora? 

O livro busca transmitir de forma resumida toda história do cinema, seguindo os aspectos cronológicos até os dias atuais. 

Celso Sabadin possui uma escrita fluída, dinâmica e didática, mostrando diversas curiosidades à respeito da sétima arte. 

Falar sobre o cinema, demandaria no mínimo uma coleção de livros sobre o assunto, porém! Essa obra tirou de letra ao levar para os leitores toda grandiosidade da sétima arte, seja para cinéfilos ou aquele leitor(a) que possui uma curiosidade sobre o assunto. 

Um dos pontos positivos da obra, é em relação ao nossos cinema nacional do qual o autor faz diversos comentários, além de uma pita irônica e crítica sobre o assunto, afinal, o nosso cinema e toda indústria da sétima arte não é tão valorizado, infelizmente. 

Vale a pena? Com toda certeza! Se o leitor busca por uma leitura rápida, esse é o livro certo para conhecer todo o universo cinematográfico. Uma viagem no tempo através das páginas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário