Nostalgia do Século Passado



Nostalgia! Ta aí uma situação, momento ou algo que aconteceu décadas atrás, sempre me pego relembrando os bons momentos da década de 80 e 90, seja sobre filmes, séries e principalmente desenhos. 

Porém! O meu momento nostalgia remota para os séculos atrás, mais precisamente em 1714, Henry Mill o responsável pela invenção de um dispositivo de escrever mecanicamente, mais conhecido como máquina de escrever ou máquina de datilografia. 

Não quero entrar em detalhes e fatos históricos à respeito de toda evolução/revolução das máquinas de escrever, o foco da crônica é relembrar os bons tempos de quando não existia computadores e toda essa parafernálias tecnológicas. 

Tive oportunidade de usar e usufruir toda magia em datilografar em uma máquina de escrever, devo isso aos meus tios. O modelo era uma Olivetti, empresa italiana que em 1959 passou a produzir os equipamentos em São Paulo. 

Ok! Parei com os fatos históricos, foi o calor do momento. Era um momento mágico de ter todo um ritual para poder datilografar, na gíria popular, “bater máquina”. Deixar o papel sulfite tudo alinhado e no jeito para começar a digitar. 

Errar era um caos para poder corrigir, tinha que ter uma atenção redobrada ao datilografar, hoje é fácil, errou é só apertar uma tecla que o erro é acertado. 

Na época, quando à internet estava dando os primeiros passos, fui fuçar e pesquisar um pouco mais sobre todo o universo das máquinas de escrever, lembro-me de ficar encantado com os modelos fabricado da empresa Remington. 

Minha paixão é tamanha que utilizo fontos no Word com estilo de máquinas de escrever, já que hoje em dia é raro encontrar alguma máquina em bom estado para o uso.


Comentários

  1. Minha mãe tem uma máquina de escrever e quando eu era pequena usava ela para testar enquanto ainda tinha os rolos de tinta..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário