domingo, 21 de julho de 2019

Para dias difíceis



Eu sei que têm dias que são difíceis, são extremamente difíceis.

Que a dor fala mais alto, que as lágrimas insisti em rolar e não parar.
Que o corpo fica inerte e a voz se cala, a garganta fecha e tudo que mais quer, é sumir...


Mas confia... vai passar, só mais um dia, só mais um dia.

Só é um dia ruim.


E aquele riso que você deu?
Viva por ele.
E aquele sentimento de alegria que teve?
Viva por ele.

Viva por você.
Se toca, se ame, como nunca amou ninguém.



Não seja cruel contigo!
Dê uma chance pra você!




quinta-feira, 18 de julho de 2019

[Resenha] Três Ratos Cegos


Autora: Agatha Christie
Páginas: 272
Editora: Globo Livros
Disponível para o Kindle Unlimited


Sinopse: Nos nove contos reunidos neste livro, Agatha Christie dá as pistas de por que ela fascina gerações de leitores ao redor de todo o mundo. Publicado pela primeira vez em 1950, o livro é uma preciosa amostra do estilo da autora, com sua precisa caracterização das personagens, indícios sendo displicentemente deixados para que o leitor se confunda e a presença marcante de seus mais queridos protagonistas: o excêntrico detetive belga Hercule Poirot e a simpática velhota miss Jane Marple.

O conjunto das histórias pode ser lido como uma espécie de mostruário das diversas facetas com as quais Agatha consegue trabalhar. Se em “Uma estranha charada” a resolução do enigma pode levar a uma misteriosa fortuna, em “Os detetives amorosos” vemos um caso de paixão arrebatadora.


Três Ratos Cegos é uma coletânea de 9 contos da Aghata Christie, que traz vários contos sobre crimes. Sendo "Três Ratos Cegos" a principal e melhor história deste livro.

Não é segredo pra ninguém que eu amo o gênero policial. É com certeza um dos gêneros que mais leio, mas eu ainda não tinha conhecido a escrita da Rainha do Crime e não foi por falta de vontade, pois eu conheço há muito tempo a fama da autora e morria de vontade de ler qualquer livro dela.

Fuçando no Kindle Unlimited, achei o livro Três Ratos Cegos, li a sinopse e resolvi escolher ele para ser minha primeira experiência com a autora, por ser contos que é algo que amo muito ler. Porém fiquei um pouco frustrada.


O conto "Três Ratos Cegos" é incrível, uma história que instiga e me deixou vidrada do início ao fim, querendo desvendar o mistério. Me fez ficar criando várias teorias na cabeça pra tentar descobrir quem era o assassino, suas motivações e tudo mais, e ainda nem cheguei perto da resolução hahaha. Um conto incrível que me fez entender o motivo de muitos amantes do gênero venerar a Aghata.

Mas ficou por aí. Por o primeiro conto ser incrível, fiquei com muitas expectativas para os próximos e poucos foram os que me prenderam de verdade.

A escrita da autora é sensacional, a resolução dos crimes de todos os contos são fantásticos, porém as histórias em si são bem fracas, corridas e em alguns casos, entediante, com exceção de 3 ou 4 contos.


Foi uma primeira experiência ruim? De forma alguma. Apesar de tudo, Aghata tem uma característica de escrita incomparável e admirável. Ainda que algumas das histórias não tenham me agradado, o desfecho do crime me surpreendeu em todos.








Recomendo para quem gosta do gênero, para quem gosta da autora e ainda não leu esse livro. e para quem deseja conhecer a escrita da Aghata. Lembrando que cada experiência é única, então, ainda que eu não tenha gostado do todo, você pode gostar.

Me conta: Você já leu algum livro da autora?


terça-feira, 16 de julho de 2019

[Resenha] Missão Apollo: A Incrível História Da Corrida À Lua


Título Original: The Apollo Missions 

Autor: David Baker 

Editora: M.Books 

Páginas: 192 

Ano Lançamento: 2019 

Sinopse: 

Comemorar o 50º aniversário do primeiro pouso na Lua, este livro celebra o esforço e a tenacidade envolvidos no programa espacial americano. 

A “corrida espacial” entre os Estados Unidos e a União Soviética começou no momento em que o presidente John F. Kennedy fez sua ousada declaração histórica de 25 de maio de 1961: “Acredito que este país deveria dedicar-se a atingir, antes do fim da década, o objetivo de levar um homem à Lua e trazê-lo de volta à Terra são e salvo”.

Houve oito missões antes do pouso bem-sucedido da Apollo 11, inclusive a primeira, que foi um desastre na plataforma de lançamento e resultou na perda de três astronautas.

O programa continuou com missões não tripuladas por algum tempo, até começarem os ensaios gerais do pouso real. 

Este livro relata com detalhes as missões Apollo de 1 a 11. Repleto de fotografias da espaçonave e dos astronautas, além de imagens da Terra e da Lua, diagramas técnicos de foguetes, módulos de comando, módulos lunares e do traje espacial da Apollo 11 e planos de voo e de operações da NASA. Também há quadros especiais sobre eventos e pessoas importantes e tabelas de fatos e números que detalham nome e idade dos astronautas, data e duração dos voos, o que Armstrong comeu em trânsito e onde ver a espaçonave Apollo hoje.

Missão Apollo revive a experiência e todo o drama que se desenrolou desde a origem do programa espacial Apollo e as primeiras tentativas de pôr um astronauta americano no espaço até o sucesso do pouso da Apollo 11 na Lua e a comemoração de sua queda no Oceano Pacífico. 

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Nova parceria: Raphael Fraemam, autor de Krystallo

Olá, leitores!

Hoje venho anunciar uma parceria muito legal e que vai trazer para vocês uma fantasia incrível, que há muito tempo eu estava querendo ler: Krytallo - Jornadas para Além das Fronteiras, do autor Raphael Fraemam.

domingo, 23 de junho de 2019

[Fora da Curva] Mistério No Mediterrâneo - Netflix


Título Original: Murder Mystery 

Direção: Kyle Newacheck 

Ano Lançamento: 14 de Junho de 2019 

Duração: 01h38min 

Elenco: Adam Sandler, Jennifer Aniston, Luke Evan, T
erence Stamp e Gemma Arterton 

Gênero: Comédia 

Origem: Estados Unidos 

Um policial de Nova York (Adam Sandler) que finalmente leva a sua esposa (Jennifer Aniston) em uma viagem para a Europa prometida por anos. Porém, um encontro por acaso no voo com um homem misterioso (Luke Evans) leva-os a uma reunião de família no iate gigantesco do idoso bilionário Malcolm Quince. Quando Quince é assassinado, eles tornam-se os principais suspeitos neste jogo de detetive dos dias modernos. 


terça-feira, 18 de junho de 2019

[Resenha] Só Pode Ser Brincadeira, Sr. Feynman!


Título: Só Pode Ser Brincadeira, Sr. Feynman! 

Subtítulo: As Excêntricas Aventuras de Um Físico 

Título Original: Surely You’re Joking, Mr. Feynman! 

Autor: Richard P. Feynman 

Páginas: 400 

Editora: Intrínseca 

Ano Lançamento: 2019 

Excêntrico e espirituoso, o ganhador do prêmio Nobel Richard Feynman conta os casos mais engraçados e extraordinários de sua vida. Sua personalidade fora dos padrões aliada a sua capacidade de aprender habilidades variadas – que vão de música e pintura até engenharia e biologia – o fez entender e explicar o mundo de forma inusitada aos seus leitores.

Entre as muitas histórias curiosas reunidas nesta edição com introdução assinada por Bill Gates, destacam-se os episódios em que ele conheceu Einstein, arrombou cofres do programa nuclear, deu aulas e desfrutou do Carnaval no Brasil. Narrador inteligente e bem-humorado, Feynman mostra por que é um dos intelectuais mais adorados de sua geração e até hoje fascina todos dentro e fora da área acadêmica. 

segunda-feira, 10 de junho de 2019

[Resenha] A História do Cinema Para Quem Tem Pressa


Título: A História do Cinema Para Quem Tem Pressa 

Subtítulo: Dos Irmãos Lumière ao século 21 em 200 Páginas! 

Autor: Celso Sabadin 

Editora: Valentina 

Ano Lançamento: 2018  

A palavra pressa é o particípio passado, em latim, do verbo premere (apertar). Assim, pode-se dizer que A História do Cinema para Quem Tem Pressa se propõe a contar uma das maiores sagas do século 20 (e deste início do 21) para quem precisa apertar o passo ou está apertado de tempo. E quem não está? Em 200 páginas, contextualizado com cada momento histórico, e escrito em linguagem clara e acessível, Sabadin traça um panorama do cinema - linguagem que há mais de um século revoluciona nossa maneira de ver a vida -, desde a época em que seus inventores nem sabiam direito o que fazer com ele, até os dias de hoje, quando movimenta bilhões de dólares pelos cinco continentes.

A obra passeia com desenvoltura pelos principais "ismos" cinematográficos do mundo - Impressionismo, Expressionismo, Surrealismo, Realismo, Neorrealismo etc. -, ao mesmo tempo que conta como nasceu Hollywood, o que aconteceu quando os filmes começaram a falar, por que os alemães inventaram o filme de terror, por que os detetives do cinema usam capa e chapéu, como as duas Guerras Mundiais mudaram os filmes, por que o cinema francês é tão papo-cabeça, como a chegada da televisão mudou tudo, o que afinal é um blockbuster, onde entra o Brasil nessa história toda, e muitos outros temas e curiosidades sobre a chamada Sétima Arte.Só não explica que loucura é essa que nos faz tão apaixonados pela telona e pelo escurinho. Para isso, seria necessário outro livro. Aí sim, sem pressa.